Descubra quando você está mais criativo

ideia

Saiba como identificar seus momentos de criatividade e em quais situações sua imaginação fica mais fértil! 

Todo mundo tem um momento especial do dia em que se sente mais disposto e criativo. E alguns estudos, publicados pelo site Life Hacker, afirmam que é possível identificá-los. A ciência criou algumas teorias sobre os momentos em que estamos mais criativos. Uma delas sugere que a criatividade fica mais aguçada quando estamos sonolentos e cansados. Sim! A pesquisa aponta que o nosso cérebro gera soluções mais criativas para os problemas quando estamos com aquela sensação de moleza. Para alguns, isso acontece pela manhã, para outros durante a tarde ou a noite. Obviamente, o estudo afirma que cada organismo possui uma característica individual, portanto, o ideal é prestar atenção nestes três momentos e tentar identificar o seu. Já outra pesquisa acredita que a bebida alcoólica explora a criatividade do ser humano. A ideia é a mesma da teoria anterior: quando você permite que seu cérebro relaxe, você consegue obter respostas mais criativas. Em outras palavras, esta sensação de sonolência, causada pela bebida e pelo cansaço, deixa a sua mente mais leve e, consequentemente, mais criativa. Na mesma linha, uma teoria afirma que o cérebro continua buscando por soluções criativas quando você vai dormir com algum problema na cabeça. O estudo ainda diz que a criatividade entra em ação se, ao acordar, você retomar o assunto.

O oposto também já foi considerado eficaz. A prática do exercício físico pode ajudar quando o assunto é criatividade em alta. A teoria  afirma que quando você se foca no seu corpo, você deixa sua mente mais livre para gerar ideias. Uma outra pesquisa descobriu que quando a criatividade está relacionada a uma rotina, ela tende a aparecer na hora certa. Basicamente, o estudo sugere que se você for uma pessoa organizada, que sempre elabora listas de afazeres e segue sua agenda, você pode “decidir” o momento de ser criativo. Dessa forma, a primeira dica para conseguirmos gerar nosso próprio momento de criatividade é: seja organizado. Outra dica é criar uma planilha onde você possa marcar os momentos e dias em que esteve mais criativo. Assim, é possível começar a identificar como o seu cérebro funciona e quais os momentos em que você pode contar com sua imaginação. Uma sugestão: use aplicativos que permitam inserir comentários em cada faixa de horário do dia, assim você terá ainda mais precisão. Uma sugestão simples e que também dá bastante resultado é anotar o horário em que você teve uma ideia. Anote em um bloquinho ou post it e coloque a hora exata. Com o tempo, analise as “eurekas” e tente identificar em qual momento do dia você esteve mais propenso à criatividade. O app para iOS e Android, chamado “Moment Diary”, é ideal para isso. A criatividade pode ser bastante irregular. Mas, com as dicas acima, dá para começar a entender como a sua funciona. Seja em uma corrida pela manhã, soneca à tarde ou uma bebedeira com os amigos, todo mundo tem um momento certo para criar e solucionar os problemas que, às vezes, nos parecem impossíveis. Pessoalmente, sinto-me mais criativo quando me exercito pela manhã, durante uma caminhada, ou após estudar um pouco à noite.

via http://olhardigital.uol.com.br

Anúncios

13 dicas para ser uma boa lider

mulher_lider

 

Estas dicas enfocam um pouco do universo feminino, mas trazem lições perfeitamente aplicáveis seja para a líder, seja para o líder. Uma boa líder ajuda no desenvolvimento de todos ao redor, pois sabe escutar, colocar-se no lugar do outro e agir com justiça. ”Ela valoriza as qualidades de uma pessoa, mesmo se ela erra. Isso só é possível porque a líder se desprende de si mesmo e se abre para o outro, de forma generosa”, explica Anderson Sant’Anna, coordenador do Núcleo Vale de Desenvolvimento de Liderança da Fundação Dom Cabral (MG). 

13 dicas para ser uma grande líder

1. Ser líder de si própria 

Antes de liderar os outros, é preciso liderar a si mesmo, ou seja: se conhecer, identificar seus pontos fortes e fracos, ter inteligência emocional (que inclui lidar com frustrações, controlar impulsos e ter motivação).

 2. Ter autoconfiança 

O autoconhecimento leva à autoconfiança. ”Se mais me conheço, mais confio em mim. Se mais confio em mim, mais quero me conhecer. É um ciclo de evolução do ser humano”, enumera Wong. Confiar no que a gente se propõe a fazer traz clareza e segurança para as atitudes.

 3. Ser livre

 Se conhecendo e tendo autoconfiança, pode-se gozar do mais nobre sentimento: a liberdade, que Wong define como ”o direito de ser quem você é”. Isso vale ainda mais para a vida pessoal do que para a vida profissional, que segue muitas regras.

 4. Ter humildade 

Uma boa líder assume suas fraquezas e age com inteligência para se superar. ”Se ela não sabe, pergunta, e isso não é vergonha”, diz Wong. O próximo passo é aprender. Humildade tem relação com tolerância e generosidade – os humildes suportam melhor as falhas dos outros.

 5. Ser coerente

 Falar e agir na mesma direção é fundamental. Sant’Anna destaca: ”O estilo de vida da líder é coerente com o que ela acredita. Na educação dos filhos, se a mãe faz uma coisa e fala outra, como o filho acreditará no que ouve? Uma mãe líder se preocupa em ser exemplo para seus filhos”.

 6. Ter objetivos

 ”Saber o que se quer alcançar para si próprio ou para o seu trabalho, por onde ir e como ir, é muito importante. Uma líder não dá um passo sem um propósito e isso lhe traz a visão de futuro concreta, o que facilita sua ação”, aponta Alvaro Paula Souza, professor de liderança da FGV (SP).

 7. Saber escolher os parceiros

 ”Uma líder sabe quem pode ou não fazer parte de determinado sonho, projeto ou da execução de uma tarefa. Ela reconhece o talento de cada um e o explora, potencializando-o”, diz Souza.

 8. Ser perseverante

 Não ter preguiça nem medo dos desafios. Eis o combustível dos determinados, que querem progredir. É um mecanismo eficiente para sair da zona de conforto e agir – caso contrário, é a estagnação. Usar a persistência para ver saídas e superar desafios é sinal de sabedoria.

 9. Fazer a coisa acontecer 

A grande ideia não é nada sem ser realizada. Uma boa líder une essas pontas. ”Ela tem a visão do que quer e o talento para escolher e convencer quem se compromete com a realização. Sabe negociar com as habilidades e limitações de cada um e atuar em cooperação”, ressalta Souza.

 10. Pôr a mão na massa 

Se de um lado a líder coordena e delega (pede uma ação e confia que ela será cumprida), de outro, participa da execução. ”Ela não faz para as pessoas verem. Toma atitudes em silêncio. É um impulso que tem a ver com vontade, que é realizado e os resultados aparecem”, ressalta Wong.

 11. Impor limite e regra

 Limites e regras orientam e organizam as ações e as ideias, por isso são necessários. Uma boa líder faz isso sem perder a ternura.

 12. Ter o desejo de se superar 

A verdadeira líder não se dá por satisfeito, ela tem aspirações sempre maiores. ”Por exemplo, a mãe que trabalha fora não o faz apenas para o sustento dos filhos ou por uma realização profissional, ela quer dar o mundo para as crianças”, comenta Wong.

 13. Ter compromisso 

Uma boa líder assume responsabilidades, se envolve nos projetos – pode ser uma viagem, festa ou um plano de trabalho – e contagia as pessoas. De acordo com Wong, responsabilidade não é só obrigação, mas ”dar resposta a suas habilidades”, ou seja, usar seus dons e talentos. ”A pessoa comprometida dá o sangue e isso influencia quem está do lado”, diz Souza.

 

Via http://mdemulher.abril.com.br/