Eu fui na igreja

– Então, como foi seu fim de semana?

– Bem. E o seu?

– Legal. No sábado, acordei cedo e fui estudar um pouco com um colega. Foi proveitoso, uma vez que tanto eu quanto ele precisamos levar bem a sério a oportunidade que estamos tendo de estudar. Além do que, ele tem um conhecimento muito bom de tratados internacionais, matéria da qual eu tenho pouquíssimo conhecimento. Eu pude contribuir da minha parte, com o bom material de estudo que tenho armazenado em meu computador. De fato, mais do que estudar, trocamos boas experiências sobre ser pai, já que a filha dele está a caminho e o meu está nos planos. É sempre bom compartilhar conhecimentos. Ah! Ele também está precisando fazer uma peça jurídica, já que foi, digamos, passado para trás em seus direitos trabalhistas. Será uma ótima chance de aprendermos a fazer uma boa petição inicial na justiça do trabalho. Algo que certamente acrescentará e muito na nossa performance profissional.

Já à tarde, tinha algumas coisas que minha esposa queria que eu fizesse para ela e então passei boa parte de tempo após o almoço ajudando-a na limpeza, dando uma maozinha com as coisas pesadas e com a furadeira, pregando no lugar onde ela queria nosso pôster de casamento. À noite, queríamos fazer algo diferente, então, liguei pro meu cunhado, pois tinha muito tempo que não fazíamos um programa juntos. Fui à casa dele, conversamos sobre livros, filmes, etc, enquanto minha esposa conversava com a esposa dele, coisas de mulher! Parece que foi muito proveitoso para ambas. Elas trabalham muito durante a semana e têm poucas oportunidades de por a prosa em dia. O que, devo dizer, foi quase o que fiz também, guardadas as proporções, pois as mulheres falam “um pouquinho” mais.

– E você?

– Eu, é, bem, tinha culto na igreja né? Fiquei lá ouvindo umas músicas, batendo palma, sentando, levantando, falando com o visinho…

– Hum. Foi bom?

– É, foi.

(Após alguns instantes de silêncio…)

– No domingo, logo cedo, tivemos a notícia que uma amiga da minha sobra acabou falecendo. Não resistiu ao câncer. Tínhamos tentado visitá-la poucos dias atrás. Seu marido foi muito receptivo e pareceu feliz com a visita. Mas dava pra ver sua apreensão com o estado de sua esposa. Como é difícil não poder fazer nada nessas horas. Parece não haver nada a ser feito. Você costuma visitar alguém?

– Fui visitar minha prima outro dia.

– Algum problema?

– Aniversário da sua filha.

– Hum.

– Você fez alguma coisa domingo de manhã?

– Tem culto na igreja.

– Você foi?

– É, não.

– Bem, à tarde liguei para minha irmã. Ela teve alguns problemas durante a semana. Liguei só pra saber se estava tudo bem. Talvez ela gostaria de conversar com alguém. De noite fui arrumar algumas bagunças e pensar um pouco nas tarefas da semana. E você?

– Eu fui na igreja.

Anúncios

Afinal Ele edificou uma igreja ou não?

Ontem conversava com um grande amigo sobre a realidade horrorosa do que em geral chamamos igreja. Aliás essa conversa já dura anos, pois há muito tempo observamos o declínio moral da chamada igreja evangélica que a afeta em sua quase totalidade (o quase é cortesia). Mas afinal o que aconteceu com o “edificarei a minha igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” ? Hoje sei que o que chamava igreja, sempre esteve longe da definição bíblica do termo.

Mas o que é igreja biblicamente falando? O melhor é você descobrir aí com sua bíblia. A série de videos que se inicia neste logo abaixo fornece boas pistas.