Justiça determina que operadoras não podem vender celular bloqueado – 30/06/2012

Folha de S.Paulo - Mercado - Justiça determina que operadoras não podem vender celular bloqueado - 30/06/2012

 

Folha de S.Paulo – Mercado – Justiça determina que operadoras não podem vender celular bloqueado – 30/06/2012.

É só lembrar que a gente ainda ouve os gritos pelas ruas: “Celular, compre, vende, troca e desbloqueia”!

Sabe-se que isso ainda está longe de terminar. E quem pode acelerar o processo é o consumidor. Está na hora de agirmos como tais e  não defendermos uma marca. Defender nosso direito!

 

Anúncios

Tecnologia e regresso

     Usar essas duas palavras em uma mesma frase ou título, parece, a primeira vista, contraditório. Mas será realmente? Duas ou três gerações anteriores, todos viveram privados de vários recursos e inovações que hoje são considerados imprescindíveis. Mas o excesso de possibilidades fantásticas que está disponível hoje, pode não ter trazido proporcionalmente tanto progresso.

    O computador, antes uma enorme máquina, hoje apenas PC ou computador pessoal, é a tecnologia que mais produziu impessoalidade na história humana. Existem pessoas que tem milhares de contatos em suas redes sociais. Mas poucos amigos com quem contar. As comunidades virtuais crescem. A solidão também. Alguns anti sociais psicopatas, cometeram suas loucuras após horas solitárias de doutrinação à distância.

   As nações mais ricas e poderosas são as que possuem eficientes tecnologias de extermínio em maior qualidade e quantidade. Um país pode ser rico em belezas naturais, rico por seu povo feliz e solidário. Mas no dia em que se tornar “potência”, a primeira medida será se armar até os dentes. Ou se armar primeiro. Pode começar por comprar caças americanos ou franceses.

   Não prego contra os avanços, me refiro às seqüelas desproporcionais. Não nego as virtudes da informática, nem do poder bélico como garantidor da ordem. Mas se Alberto Dumont tivesse os poderes da vidência, certamente teria preferido cantar ou pintar, a voar.

Trabalho à distância

Um grande passo foi dado pelos nossos nobre deputados. As novas (nem tão novas assim) tecnologias permitem que trabalhemos não enjaulados em escritórios, tendo que fazer longos trajetos até o posto de trabalho. Basta uma boa conexão, softwares, etc e até reuniões podem ser feitas à distância, por teleconferência, por exemplo. Essa é uma tendência. Na verdade o sonho de muitos. Começa bem com a regulamentação do teletrabalho.

Melhor ainda quando pudermos trabalhar como os nossos colegas do legislativo. Eles já fazem o teletrabalho há muito tempo. Ou seja, estão à distância do trabalho. 🙂